Enterrado corpo do capoeirista morto pelo irmão em São José de Piranhas


O corpo do professor de capoeira Cícero Lopes da Silva, de 34 anos, morto pelo próprio irmão na noite da última segunda-feira em São José de Piranhas, foi enterrado no fim da tarde desta quarta-feira (12). O cortejo saiu da casa onde ele morava com a mãe e dois irmãos, no conjunto Totô Morais, passou pela Capela Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e depois seguiu para o cemitério da cidade.


Familiares, amigos e conhecidos acompanharam o enterro e prestaram as últimas homenagens ao “professor da arte de capoeira”, que já atuou dando aulas no Programa de Erradicação ao Trabalho Infantil (PETI) da prefeitura de São José de Piranhas, com objetivo de afastar crianças e adolescentes das drogas.


Cicinho da Capoeira foi assassinado a golpes de faca pelo próprio irmão, José Eriberto Soares da Silva, de 27 anos, conhecido por Nenezinho. Familiares disseram ao Portal Radar Sertanejo que a vítima estava dormindo em um colchão no muro da casa, quando foi atingido friamente pelo criminoso.


Os golpes acertaram o abdômen e costas da vítima, que morreu antes de chegar ao hospital.


De acordo com familiares, o crime foi motivado por ciúmes. “Só que Cícero não tinha relacionamento amoroso algum com a amante de Nenezinho” – contou uma irmã dos dois. A mulher foi presa pela polícia, mas já foi posta em liberdade. O acusado pelo crime se encontra preso à disposição da Justiça. Vítima e acusado tinham envolvimento com drogas.




Radar Sertanejo

Postagem Recente

Contatos:

(83) 9 9113 4151

(83) 9 9612 6828

 

 

Jatobanet.com.br - Cobertura de Eventos

2020 © Todos os direitos reservados.