Romaria da Penha reúne mais de 500 mil fiéis em João Pessoa


Mais de 500 mil fiéis participaram da 253ª da Romaria de Nossa Senhora da Penha, que começou no sábado (28) e terminou no início da manhã deste domingo (29), em João Pessoa, de acordo com a estimativa dos organizadores do evento católico.


A caminhada teve início por volta das 22h, na igreja de Nossa Senhora de Lourdes, no bairro de Jaguaribe. De lá, a imagem percorreu o trajeto da romaria pelas avenidas João Machado e Pedro II, no bairro da Torre, seguindo pela via expressa Padre Zé e pela avenida principal dos bairros dos Bancários. O percurso ainda seguiu pela avenida Hilton Souto Maior, em Mangabeira, e desceu pela pista de acesso à Praia da Penha, até chegar na praça Oswaldo Pessoa, onde fica o satuário da Penha. No local, já no início da manhã deste domingo, foi realizada uma missa campal celebrada pelo o administrador apostólico da Arquidiocese da Paraíba, Dom Genival Saraiva.


A Romaria da Penha acontece anualmente no quinto final de semana antes do Natal, que para os católicos é a data em que se encerra o ano litúrgico. A devoção a Nossa Senhora da Penha começou em 1763, quando o português Sílvio Siqueira fez um apelo à mãe de Jesus. Ele, junto com a tripulação de sua embarcação, enfrentava uma grande tormenta no litoral paraibano, pediu para aportar com segurança. A graça foi alcançada e, em retribuição, ele ergueu uma capela onde desembarcou, a então Praia de Aratú, que depois viria a ser chamada de Praia da Penha.


Promessas – Um dos principais eventos representativos da fé católica na Capital, a Romaria da Penha é para muitos participantes a oportunidade para pedir e agradecer as graças alcançadas. E muitos fiéis levam nas mãos e até mesmo nas vestes os sinais dos milagres recebidos. A dona de casa Joselma Soares carregava em uma mão uma pequena bandeira com a imagem de Nossa Senhora da Penha. Na outra, uma pequena réplica de uma cabeça esculpida em gesso. Este segundo objeto representa a cura de um acidente vascular cerebral, sofrido pela cunhada há seis meses. “Ela teve esse problema, fez duas cirurgias na cabeça e muita gente achou que ela não iria resistir. Mas Nossa Senhora passou a frente e ela está se recuperando. Estou aqui para agradecer por essa benção”, detalhou. O mecânico Paulo da Costa também carregava um sinal de agradecimento. Por todo o percurso ele caminhou com uma casa confeccionada em isopor para agradecer o sonho realizado. “Sofri muitos anos no aluguel. Ano passado consegui comprar minha casa. Prometi a Nossa Senhora da Penha que se conseguisse, levaria uma casinha representando para o Santuário”, explicou Paulo.


Fonte: clickpb

Postagem Recente

Contatos:

(83) 9 9113 4151

(83) 9 9612 6828

 

 

Jatobanet.com.br - Cobertura de Eventos

2020 © Todos os direitos reservados.