Ação contra Cláudia Dias vai para a Justiça de primeiro Grau


O Tribunal de Justiça mandou para a 1ª instância o processo contra a ex-prefeita de Monte Horebe Cláudia Dias. Ela foi denunciada em fevereiro de 2016, juntamente com mais 15 pessoas, durante a terceira fase da Operação Andaime, pelos crimes de fraude em licitação; lavagem ou ocultação de ativos financeiros; falsidade ideológica e participação em organização criminosa. As penas dos crimes somadas chegam ao máximo de 27 anos de reclusão.


Como não detém mais foro privilegiado, uma vez que não conseguiu se reeleger, o relator do processo, desembargador Carlos Beltrão, determinou a remessa dos autos para a 1ª instância. “Ante o exposto, em harmonia com o Parecer da douta Procuradoria-Geral de Justiça, declaro a incompetência deste Tribunal para processar e julgar a noticiada Cláudia Aparecida Dias, ex-prefeita do município de Monte Horebe, fazendo-se mister a remessa dos autos e de todos os seus apensos, bem como das medidas cautelares que lhes são vinculadas e dos demais materiais do acervo investigatório, ao juízo de 1° Grau da comarca de Bonito de Santa Fé, a quem compete prosseguir no feito”.


De acordo com o Ministério Público Estadual, os 16 denunciados formavam uma organização criminosa responsável por um prejuízo estimado em cerca de R$ 4,5 milhões. Desde 2010, o órgão investigava fatos relativos à prefeitura de Monte Horebe, que além da Operação Andaime, já havia sido foco da Operação Monte Sinai.


Jatobanet com Exatasnews


Leia mais notícias acessando o portal www.jatobanet.com.br, siga nossa página no Facebook, inscreva-se no nosso canal e veja nossos vídeos no Youtube.

Postagem Recente