Sem solução, motoristas ameaçam paralisar as BRs 230 e 101 e deixar a PB sem combustível


O presidente do Sindicato dos Motoristas e Ajudantes de Entregas do Estado da Paraíba (SINDMAE-PB) Marcos Antônio, garantiu no início da noite desta terça-feira (5) que o protesto dos motoristas de caminhão que transportam combustível do centro de distribuição da Petrobras, no Porto de Cabedelo, para todo o Estado Paraíba, continua e que na tendência é aumentar.


Nesta quarta-feira (7), o sindicato promete fazer bloqueios nas BR-101 e 230, as duas principais rodovias federais que cortam a Paraíba. “Só vai passar carga viva e hospitalar”, garante Marcos Antônio. Segundo ele, o protesto acontece a partir das 06h da manhã e não tem previsão de término.


O SINDMAE-PB estima que 21 mil trabalhadores atuem diretamente na distribuição de combustível no estado. O sindicalista acredita que o reflexo da paralisação pode ser sentido a partir desta quarta-feira com a falta do produto nas bombas de combustíveis. “Só vamos retornar às nossas atividades quando no demanda (melhores condições de trabalho) for atendida”, declarou.


Hoje, a presidente da Companhia Docas da Paraíba, Gilmara Timóteo, acusou a empresa TECAB - responsável pela mistura do álcool anidro com a gasolina – de ter criado o problema e pediu que o Ministério Público e Agência Nacional do Petróleo (ANP) investiguem a denúncia dos caminhoneiros, entre as quais, a diferença no aferimento entre o Porto de Suape e a TECAB.


clickpb

Leia mais notícias acessando o portal www.jatobanet.com.br, siga nossa página no Facebook, inscreva-se no nosso canal e veja nossos vídeos no Youtube.


Postagem Recente

Contatos:

(83) 9 9113 4151

(83) 9 9612 6828

 

 

Jatobanet.com.br - Cobertura de Eventos

2005 - 2021 © Todos os direitos reservados.