Quatro países da UE propõem taxar faturamento de gigantes da internet


França, Alemanha, Itália e Espanha assinaram uma proposta comum em que pedem à União Europeia que examine a possibilidade de taxar o faturamento das gigantes da internet em cada país do bloco europeu, em invés de calcular o imposto com base nos lucros em todos os membros.


Os quatro países assinaram o documento para a reunião informal de ministros das Finanças do bloco marcada para 16 de setembro na Estônia.


Gigantes da internet como Google, Apple, Facebook e Amazon estão no radar da UE pela otimização fiscal, com esquemas financeiros legais para reduzir o valor dos impostos.


O texto pede à Comissão Europeia "que explore opções compatíveis com o direito europeu" para instaurar um imposto que seja aplicado ao faturamento gerado por este grupo em cada um dos países europeus".


Atualmente o lucro gerado serve como referência para o imposto que deve ser pago por estas empresas e cada país aplica as próprias taxas e a própria base de cálculo.


A Irlanda aplica uma das menores taxas do bloco, de 12,5%, e várias empresas optam por estabelecer sua filiais no país.



G1

Postagem Recente