Segurança faz PB pular para 10º no Ranking de Competitividade


Apesar de apresentarem crescimento, a infraestrutura, sustentabilidade social e a eficiência da máquina pública ainda são pilares que precisam avançar na Paraíba. De acordo com a CEO do Centro de Liderança Pública (CLP) – ONG que conferiu ao estado da Paraíba a 10ª posição no ranking nacional de competitividade e 1ª no Nordeste -, Luana Tavares, foram esses itens que impediram que o estado avançasse ainda mais no Ranking de Competitividade, que teve os dados divulgados nesta quarta-feira (22), em evento realizado no Palácio da Redenção. Mesmo com esses entraves, o estado conseguiu se destacar, segundo ela, e passou da 15ª para a 10ª posição no ranking geral. No Nordeste, a Paraíba é o estado mais competitivo, conforme os dados, e o que provocou esse crescimento foi a área de segurança pública.


“O mais relevante nos dados da Paraíba foram os dados em segurança pública. A Paraíba teve uma crescente de colocações dentro desse pilar. Os pilares fiscal, na questão de infraestrutura, apesar de terem crescentes, ainda são desafios e sustentabilidade social, onde temos número grande de indicadores e peso para o ranking, ainda tem muitos avanços a serem feitos. Área de mortalidade infantil, na eficiência da máquina pública, o custo do Judiciário e Legislativo para o estado ainda é muito grande”, salientou Luana.


Ela destacou os números do estado. “A Paraíba é o estado mais competitivo da região Nordeste. Teve uma premiação concedida por esse fator. Alcançou, na posição geral, o 10º lugar no ranking, teve um crescimento de cinco posições na última edição. A gente veio para apresentar esses dados e discutir com os secretários e com a iniciativa privada para ver o que mais se pode fazer para continuar essa crescente que é um desafio grande, porque temos uma questão fiscal muito problemática em todos os estados. Mas, como o estado pode continuar fazendo frente a esses desafios gerando políticas públicas não só na condição financeira, mas também em resultados positivos nas áreas de segurança, saúde e educação, que gerem sustentabilidade nesse processo pensando em longo prazo”, disse Luana.


A Paraíba mereceu destaque na educação com o ganho de 5 posições em relação à edição passada (de 19ª para 14ª colocação) por conta do ganho com os indicadores de taxa de frequência líquida do ensino fundamental e taxa de frequência líquida do ensino médio.


A Paraíba e o Ceará são os representantes do Nordeste mais bem colocados no Ranking de Competitividade 2017 figurando nas 10ª e 11ª colocações, respectivamente, à frente de Mato Grosso e Goiás. Neste Ranking de 2017, Paraíba, Acre e Rondônia, foram as Unidades da Federação que mais ganharam posições, enquanto Amapá, Amazonas e Pernambuco foram os estados que mais perderam posições.


Paraíba ficou na 10ª posição do Ranking Nacional. O Estado se classificou em 4º lugar em Infraestrutura. Em 8º em Inovação e Potencial de Mercado, enquanto que em Segurança Pública se posicionou em 13º. Nos pilares de Educação, Solidez Fiscal e sustentabilidade Ambiental, o estado ficou em 14º lugar. Em 16º em Capital Humano e Sustentabilidade Social. Eficiência da Máquina Pública se posicionou no 17º lugar.


Jatobanet com Portal Correio

Leia mais notícias acessando o portal www.jatobanet.com.br, siga nossa página no Facebook, inscreva-se no nosso canal e veja nossos vídeos no Youtube.



Postagem Recente

Contatos:

(83) 9 9113 4151

(83) 9 9612 6828

 

 

Jatobanet.com.br - Cobertura de Eventos

2020 © Todos os direitos reservados.