Justiça condena Canibais de Garanhus a mais de 65 anos de prisão


A sentença lida pelo juiz Ernesto Bezerra, que presidiu o júri popular, definiu neste sábado (15) que os "Canibais de Garanhus" serão condenados por assassinar, esquartejar, consumir e vender carne humana dentro de salgados no Agreste de Pernambuco. Jorge Beltrão Negromonte da Silveira, Isabel Cristina Pires da Silveira e Bruna Cristina Oliveira da Silva foram julgados pelas mortes de Alexandra da Silva Falcão, 20 anos, e Gisele Helena da Silva, 31 anos, ocorridas em Garanhuns, em 2012.


Os três já haviam sido condenados pelo mesmo crime contra outra jovem. As penas dos crimes serão somadas ao tempo de prisão estabelecido antes, de acordo com o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE).


A sessão que começou na sexta-feira (14), quando os réus foram ouvidos em plenário, foi retomada neste sábado (15), com o debate entre acusação e defesa. Além dos crimes de ocultação e vilipêndio de cadáver e de furto qualificado. Os três foram condenados por duplo homicídio triplamente qualificado - por motivo torpe, com emprego de cruel e impossível a defesa da vítima -, somando mais de 65 anos de prisão para cada um. Os condenados ainda respondem a dois processos.


Jatobanet com Portal T5


Leia mais notícias acessando o portal www.jatobanet.com.br, siga nossa página no Facebook, inscreva-se no nosso canal e veja nossos vídeos no Youtube




Postagem Recente

Contatos:

(83) 9 9113 4151

(83) 9 9612 6828

 

 

Jatobanet.com.br - Cobertura de Eventos

2020 © Todos os direitos reservados.