Edital do Enem 2019 confirma provas nos dias 3 e 10 de novembro


As datas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019 foram divulgadas nesta segunda-feira (25), em edital publicado no Diário Oficial da União (DOU). As provas deste ano serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro e as inscrições serão recebidas no período de 6 a 17 de maio.


O documento prevê ainda que a solicitação de isenção da taxa de inscrição deve ser feita de 1º a 10 de abril, assim como a justificativa de ausência no Enem de 2018. Além disso, os interessados em pedir atendimento pelo nome social devem fazê-lo no período de 20 a 24 de maio.


Este ano, o valor da taxa de inscrição é de R$ 85 e a mesma deverá ser paga de 6 a 23 de maio, em agências bancárias, casas lotéricas e agências dos Correios.


No primeiro dia do exame, 3 de novembro, serão aplicadas as provas de Linguagens, Códigos e suas tecnologias, Redação e Ciências Humanas e suas tecnologias. A aplicação terá 5h30 de duração. No segundo dia, 10 de novembro, serão aplicadas as provas de Ciências da Natureza e suas tecnologias e Matemática e suas tecnologias. Esta aplicação terá 5h de duração.

Revisão do conteúdo

Na sexta-feira (22), o Ministério Público Federal (MPF) deu prazo de cinco dias para que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep) explique a comissão criada para fazer um pente fino no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O ofício endereçado ao presidente do Inep, Marcus Vinicius Rodrigues, diz que considera “extremamente vago” o propósito de uma “leitura transversal”, como foi chamado o trabalho do grupo.


Os membros da comissão são Marco Antônio Barroso Faria, ex-aluno do ministro da Educação Ricardo Vélez, que é secretário no MEC, Antônio Maurício Castanheira das Neves, diretor no Inep e Gilberto Callado de Oliveira, procurador de Justiça do Ministério Público de Santa Catarina, ligado a Eduardo Bolsonaro Nenhum deles têm experiência em avaliação. A comissão já começou a trabalhar e tem dez dias para concluir sua análise.


Nota técnica que explica a criação de uma comissão de três pessoas para analisar as questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) diz que o objetivo é “identificar abordagens controversas com teor ofensivo a segmentos e grupos sociais, símbolos, tradições e costumes nacionais”.


Por: Agência Estado


Leia mais notícias acessando o portal www.jatobanet.com.br, siga nossa página no Facebook, inscreva-se no nosso canal e veja nossos vídeos no Youtube




Postagem Recente

Contatos:

(83) 9 9113 4151

(83) 9 9612 6828

 

 

Jatobanet.com.br - Cobertura de Eventos

2020 © Todos os direitos reservados.