Governo quer privatizar serviços da transposição do São Francisco




Jair Bolsonaro quer entregar à iniciativa privada serviços da transposição do Rio São Francisco, uma das mais importantes obras iniciadas pelo governo do presidente Lula. Leilão de concessão será em julho de 2021.


O governo de Jair Bolsonaro planeja a privatização de serviços da transposição do Rio São Francisco, obra que leva a marca registrada do governo Lula. O leilão deve ser realizado em julho de 2021.


De acordo com reportagem do jornalista Bernardo Caram na Folha de S.Paulo, a empresa vencedora da licitação cuidará da operação dos reservatórios, estações de bombeamento e 477 quilômetros de canais, que alcançam quatro estados do Nordeste — Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte.


O governo alega que o objetivo é garantir o suprimento hídrico. A obra será incluída no PPI (Programa de Parcerias de Investimentos).


A transposição do São Francisco é a maior intervenção hídrica do Brasil. As obras começaram em 2007, no governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O objetivo é interligar as águas do São Francisco a rios dos quatro estados beneficiados.


Entre as justificativas para a privatização, o governo argumenta com o arrocho fiscal. Diz que o empreendimento, de alto custo, é dependente do Orçamento da União, limitado por causa da crise fiscal. O plano da concessão é uma parceria entre o PPI, do Ministério da Economia, e o Ministério do Desenvolvimento Regional.



brasil 247


Postagem Recente

Contatos:

(83) 9 9113 4151

(83) 9 9612 6828

 

 

Jatobanet.com.br - Cobertura de Eventos

2020 © Todos os direitos reservados.